Domingo, 20 de Junho de 2021 19:46
71992727997
Bahia VACINADOS

Caminhoneiros são vacinados e analisam situação da categoria: 'risco constante'

Para o carreteiro, que já contraiu a Covid-19 entre os meses de junho e julho do ano passado, houve um pouco de demora para a categoria começar a ser vacinada

10/06/2021 12h50
Por: Redação: V.M.R.E Fonte: ATARDE
Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Alívio é o principal sentimento para quem já se vacinou contra a Covid-19 ou de quem já concluiu o esquema vacinal e, mais ainda, para as pessoas que estão diariamente expostas ao vírus. Sendo inseridos no grupo prioritário de vacinação, os caminhoneiros começaram aos poucos a serem vacinados, conforme as categorias da carteira de habilitação, e realizam a análise sobre a inclusão da categoria na lista de imunização.

“O risco da gente é constante”, diz o carreteiro José Palmeiro, 45 anos, ao desabafar que não via a hora de receber o imunizante. Ele tomou a dose da Oxford na manhã desta quarta-feira, 9, no 5º Centro de Saúde, em Salvador, e contou que o processo foi bem rápido. A segunda dose está agendada para o mês de setembro.

Para o carreteiro, que já contraiu a Covid-19 entre os meses de junho e julho do ano passado, houve um pouco de demora para a categoria começar a ser vacinada. Segundo ele, os caminhoneiros estão bastante expostos ao vírus. “Saímos rodando esses estados todos, passamos em vários municípios com índices grandes de contaminação”, analisa.

E foi em uma dessas viagens que ele, ao contrair o coronavírus, acabou passando o vírus para a esposa e filho. Na ocasião, eles não tiveram sintomas graves, embora tenham sentido febre, cansaço, diarreia e vômito.

A esperança da vacinação não era algo que só ele tinha, mas sim toda a família que convivia com o risco. “Quando eu soube que a vacina tinha sido liberada para a categoria foi um alívio para mim e para minha família”, conta, ao acrescentar que a rotina de exposição ao vírus interfere, inclusive, nas visitas à mãe idosa.

O caminhoneiro Yuri Santos Freitas, 37 anos, também tentou sentir o alívio proporcionado pela vacina, mas não conseguiu. Ele é habilitado na categoria D e foi em dois locais durante o dia, na avenida Dendezeiros e no estádio Barradão, mas estava com um documento faltando, o que impossibilitou o procedimento.

Freitas relata que, embora acredite que tenha demorado para acontecer a inclusão da categoria no grupo prioritário, só em saber que poderá se proteger já é uma ótima sensação, visto que perdeu amigos e familiares para a doença, embora não tenha se infectado com o vírus.

“É um trabalho em que cortamos o mundo, então temos mais facilidade de pegar e passar a doença. O alívio é saber que posso me proteger e não infectar outras pessoas”.

Público-alvo

Os caminhoneiros com carteira da categoria D com idade igual ou superior aos 40 anos, que começaram a ser vacinados nesta quarta, se juntam aos outros colegas de profissão que já estavam incluídos na estratégia, habilitados nas categorias AE, C e E. Todos podem se vacinar contra a Covid-19 em Salvador. Eles devem estar com o nome na lista do site da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), assim como ser residente de Salvador para ter acesso às doses.

No ato da vacina, é preciso apresentar o documento oficial com foto, carteira de habilitação por categoria, documento do caminhão e cópia impressa do comprovante atualizado de pagamento do ISS, ou do último Imposto de Renda, último contracheque da empresa de transporte de carga ou última nota fiscal.

É indispensável também levar as cópias impressas do Certificado de Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas e do Extrato do Transportador com situação ativa. Os documentos devem possuir a data de validade superior ao dia de vacinação, conforme orientações da SMS.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA

Salvador - Bahia

Sobre o município
Salvador, a capital do estado da Bahia no nordeste do Brasil, é conhecida pela arquitetura colonial portuguesa, pela cultura afrobrasileira e pelo litoral tropical. O bairro do Pelourinho é seu coração histórico, com vielas de paralelepípedo terminando em praças grandes, prédios coloridos e igrejas barrocas, como São Francisco, com trabalhos em madeira revestidos com ouro. Fundação: 29 de março de 1549 Área: 693,8 km² Elevação: 8 m População: 2,677 milhões (2010)
Ele1 - Criar site de notícias