Sexta, 17 de Setembro de 2021 20:25
71996807374
Geral Espírito Santo

Aberta seleção pública para contratação de dois assessores em gestão para projeto Estado Presente: Segurança Cidadã

O salário é de R$ 8.575,00 para 40 horas semanais.

26/07/2021 18h20
Por: Redação: V.M.R.C Fonte: Secom Espírito Santo

A Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) abriu seleção pública para contratação temporária de dois assessores em gestão para o Projeto Estado Presente: Segurança Cidadã. O salário é de R$ 8.575,00 para 40 horas semanais. Os interessados devem enviar a manifestação de interesse e a documentação até o dia 04 de agosto.

Os profissionais precisam ter curso superior na área de Ciências Sociais Aplicadas, com disponibilidade para cumprir carga horária presencial em horário comercial e para viagem a trabalho no Estado. O tempo de prestação de serviço é de um ano.

A manifestação de interesse deverá ser enviada, em formato PDF, para o endereço eletrônico comissã[email protected] ou via e-Docs, pelo site www.acessocidadao.es.gov.br (para o órgão SEDH, grupos e comissões – “Comissão Especial de Licitação - CEL”).

A seleção será feita após análise das qualificações técnicas e da experiência. O procedimento é o indicado nas Políticas para Seleção e Contratação de Consultores financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que financia o Projeto Estado Presente.

Um dos selecionados irá atuar junto à equipe do Componente 2, do Projeto Projeto Estado Presente: Segurança Cidadã, e o outro será para a Unidade de Gestão do Projeto (UGP). Mais informações pelo telefone (27) 3636-1318.

Estado Presente

O Projeto Estado Presente: Segurança Cidadã é uma iniciativa do Governo do Estado do Espírito Santo, que conta com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento, para a implantação de ações de prevenção e combate à violência, com o objetivo de contribuir para a redução dos elevados índices de crimes violentos (homicídios e roubos) entre jovens de 15 a 24 anos, nas regiões de maior vulnerabilidade social e, historicamente, mais atingidas pela violência.

Texto: Danielly Campos

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias