Sexta, 17 de Setembro de 2021 18:55
71996807374
Educação Bahia

Professores e estudantes do Ensino Médio retornam para as salas de aula em toda a Bahia

O retorno às escolas reuniu, nesta segunda-feira (26), a comunidade escolar que desde março de 2020 não participava do ensino presencial. No dia 15 de março deste ano, as aulas voltaram, mas apenas de forma remota. O retorno dos estudantes do Ensino Funda

26/07/2021 18h55
Por: Redação: V.M.R.C Fonte: Secom Bahia - (Milena Leal)
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Estudantes do Ensino Médio, professores e trabalhadores da Rede Estadual de Ensino já estão em sala de aula na Bahia. O retorno às escolas reuniu, nesta segunda-feira (26), a comunidade escolar que desde março de 2020 não participava do ensino presencial. No dia 15 de março deste ano, as aulas voltaram, mas apenas de forma remota. O retorno dos estudantes do Ensino Fundamental está programado para o dia 9 de agosto.

Para o retorno presencial, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 305 milhões na requalificação e adaptação das escolas públicas. Foram realizadas manutenções e adequações que possibilitam que os estudantes obedeçam protocolos sanitários, como distanciamento social e uso de álcool em gel, além do uso obrigatório de máscaras.

Do município de Nova Ibiá, em visita ao Colégio Estadual Maria Lopes Leal, o secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, comentou a volta às aulas presenciais. “São 780 mil estudantes do ensino médio previstos para iniciar nessa data. Os outros 120 mil do ensino fundamental, iniciaremos no dia 9 de agosto. Vamos aguardar esta semana para a gente poder fortalecer ainda mais o chamamento. Agora, é importante que os pais, as mães e que os responsáveis possam ir numa escola ver o nível de segurança protocolar para que realmente a gente possa garantir uma segurança da saúde dos professores, dos servidores e dos estudantes”.

Rodrigues comentou, ainda, sobre o diálogo com a APLB. “Nós estamos conversando, mas a determinação e a orientação do governador é que a gente possa abrir as escolas. Nós já temos os indicadores que nos levaram a essa decisão, de índice de infecção, de unidades hospitalares e UTIs com disponibilidade. Um ano e meio sem atividades, não dá para a gente continuar com a perda e com o prejuízo para e educação e para a formação cidadã. Portanto, nós estamos, sim, confiantes que aos poucos nós fortaleceremos esse movimento de retorno às atividades presenciais, três dias nas escolas, três dias em casa”.

Comunidade escolar

A diretora do Colégio Estadual Pinto Aguiar, Paula Ramos, reforçou o chamado para toda a comunidade escolar. “Alunos, venham para as nossas aulas porque a escola está preparada para receber vocês. Aulas presenciais segunda, quarta e sexta para o grupo 1, e terça, quinta e sábado para o grupo 2, para que todos vocês possam recuperar a aprendizagem”, enfatizou.

Os estudantes aprovaram a volta às aulas. Rafael Luís, 17 anos, do Colégio Estadual Pinto de Aguiar, localizado em Salvador, é um deles. “Eu estou achando incrível porque, com as aulas online, você fica com mais dificuldade para conseguir aprender os assuntos. Então, ter aula aqui é mais fácil, na frente de alguém que a gente gosta, que pode ensinar a gente, que passa um sentimento bom daquelas atividades”.

Miguel de Souza Gomes, 19 anos, estudante do 3º Ano do Colégio Manoel Devoto, situado no Rio Vermelho, na capital baiana, também aprovou a iniciativa. “Sobre o retorno da volta às aulas, eu acho mais acessível para mim pelo fato de eu estar sem celular. Isso é meio complicado, estar acompanhando os professores pelo aplicativo do Classroom. Com o retorno das aulas, fica mais acessível”, avaliou.

Repórter: Raul Rodrigues

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias