Sexta, 17 de Setembro de 2021 20:06
71996807374
Camaçari CAMAÇARI

Camaçari: Seduc e Unicef debatem parceria voltada para crianças e adolescentes

Na oportunidade, foi discutida a discriminação racial como fator que persiste no cotidiano das crianças brasileiras e se reflete nos números da desigualdade entre negros, indígenas e brancos.

14/09/2021 06h06
Por: Redação: V.M.R.C Fonte: Ascom/PMC
Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Para discutir a cultura antirracista, com perspectiva de uma infância sem racismo nos espaços escolares, a gestora da Secretaria da Educação (Seduc), Neurilene Martins, esteve reunida com a coordenadora do escritório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em Salvador, Helena Oliveira, na manhã desta segunda-feira (13/9). O encontro, que aconteceu no gabinete da Seduc, dá os primeiros passos para oficializar uma importante parceria que chega ao município.

                                 

Na oportunidade, foi discutida a discriminação racial como fator que persiste no cotidiano das crianças brasileiras e se reflete nos números da desigualdade entre negros, indígenas e brancos. A iniciativa proposta por Maria de Fátima Cardoso, responsável pela Coordenadoria de Inclusão Educacional, tem o objetivo de garantir uma melhoria na oferta de serviços e de interlocução, a fim de garantir um desenvolvimento maior para crianças e adolescentes de Camaçari.

Para Helena Oliveira, coordenadora do Unicef para os estados da Bahia, Sergipe e Minas Gerais, o encontro presencial é oportuno para detalhar a necessidade do município. “Tivemos alguns encontros virtuais com algumas coordenações da Seduc e, nesse momento, com a presença da gestora é uma motivação maior. São desafios que precisam ser assumidos por meio da articulação intersetorial que o tema exige. Desse modo, nos colocamos à disposição para contribuir com a dimensão da proposta e com o fortalecimento da sociedade civil diante da temática em questão”, pontuou.

Com perspectiva na dimensão em rede, a secretária Neurilene reforça a importância de qualificar o atendimento à primeira infância na educação. “Firmamos uma parceria forte para o município, através do Unicef. Esse convênio vai nos auxiliar e nos ajudar na responsabilidade de capacitar, por meio de práticas e metodologias que ajudem no desenvolvimento das crianças”, explicou a gestora da Seduc.

Na oportunidade, Neurilene presenteou a representante do Unicef com uma agenda de trabalho da Seduc referente ao ano de 2021, com registro de planos e metas para incentivar a realizações de ações. Em seguida, a gestora recebeu, das mãos de Helena, dois exemplares da campanha “Racismo na infância”, são portfólios que fazem um alerta sobre os impactos do racismo na vida de milhões de crianças e adolescentes brasileiros.

Visando a necessidade de uma mobilização social que assegure o respeito e a igualdade étnico e racial desde a infância, ficou acordado que no final de setembro ocorrerá um novo encontro, com a presença do prefeito Elinaldo Araújo e de demais secretarias governamentais, a fim de dar continuidade às ações e aos trabalhos com foco em uma infância e adolescência sem racismo.

Após esse encontro, ocorrerá um novo momento de oficina prática para discutir a proposta de trabalho com foco na busca ativa, nas trajetórias, na metodologia dos Indicadores da Qualidade na Educação Infantil (Indique) infantil e fundamental e na escuta.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias