Quinta, 02 de Dezembro de 2021 12:33
71996807374
Esportes BRASILEIRÃO

Flamengo vence o Bahia no Maracanã, em partida com muita polêmica e reclamação contra o árbitro

Mesmo sendo chamado pelo VAR para rever o lance e constatar que não teve mão ou braço, o juiz da partida resolveu manter a decisão tomada no momento do lance e assinalou para a marca do cal.

12/11/2021 02h08 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação: V.M.R.C Fonte: Redação: Virou Manchete
Imagem: ecbahia
Imagem: ecbahia

A expectativa era de um jogo difícil, complicado. Com um Flamengo buscando o gol o tempo inteiro e o Bahia fechadinho e de olho no contra-ataque para matar a partida e tentar segurar o placar. O script estava escrito antes mesmo do apito inicial, e o confronto, válido pela 31ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, assim se seguiu, mas por pouco tempo.

                               

O Bahia suportou em o domínio estéreo do Rubro-Negro carioca, que chegou a ter 70% de posse de bola, mas não exigiu por bastante tempo um defesa sequer de Danilo Fernandes. Mas tudo mudou aos 26 minutos da primeira etapa, quando o árbitro goiano André Luiz de Freitas Castro marcou um pênalti contra o Tricolor de forma convicta, após Diego emendar uma bicicleta e a bola explodir no peito de Conti.

                                

Mesmo sendo chamado pelo VAR para rever o lance e constatar que não teve mão ou braço, o juiz da partida resolveu manter a decisão tomada no momento do lance e assinalou para a marca do cal. Gabigol, aos 31 minutos, deslocou Danilo e abriu o placar. Esse foi o 100º gol do artilheiro do Urubu, que pouco comemorou o feito alcançado.

                                               

Não bastasse o erro grosseiro, André Luiz de Freitas Castro, com o jogo já tenso e repleto de reclamação, deu o segundo amarelo, questionável, e o vermelho para Matheus Bahia e deixou o Bahia com um a menos e com os nervos à flor da pele aos 41 do primeiro tempo.

Mesmo exaltado, Nino, em rápido contra-ataque após lindo passe de Conti, teve a chance de empatar nos minutos finais, mas parou no goleiro.

Fim do primeiro tempo e elenco, comissão técnica e diretoria tricolor na bronca. “Foi ridículo. É brincadeira! O Conti está com o braço perto, mas a bola está no peito. Não sei a intenção ou a má intenção”, disparou Danilo.

Quase não volta

O tempo de intervalo já tinha terminado e nada do elenco do Bahia voltar para o campo. Demora incomum, e eis que surgem os jogadores cabisbaixos em direção ao gramado e uma nota do presidente Guilherme Bellintani à imprensa.

“O futebol brasileiro virou um escândalo, um assalto, um absurdo. Fechem as portas. Terceiro jogo seguido com erro afrontoso contra o Bahia. Vergonhoso, indisfarçável. Querem rebaixar o Bahia? Eu imagino porque. Mas não vão conseguir”, escreveu o cartola.

Já a conta oficial do clube também se pronunciou e revelou que a equipe quase não voltou para o segundo tempo. “Ameaçamos não voltar pro segundo tempo. Mas abandonar o jogo não é coisa desse clube aqui. A gente não quer favorecimento, apenas arbitragens justas”, diz a nota.

No fim a partida, Victor Ferraz, vice-presidente do Bahia, deu entrevista ao canal Premiere e falou sobre o lance. “Lamentar o que assistimos hoje. Estarrecedor o que vem acontecendo com a arbitragem no Brasil. O Bahia não suporta mais esse escárnio! Não suportamos mais!”, disse Ferraz, que também questionou a mudança de árbitro sem o Bahia ser comunicado.

Gols

Ainda tem um gol de Michael, aos 12 minutos e de Andreas Pereira aos 43, ambos do segundo tempo.

Vale ressaltar que o juiz ainda expulsou Rossi e Diego após os dois trocarem agressões em campo. O jogador do time carioca tentou engargelar o Búfalo. Fim de jogo: Flamengo 3 x 0 Bahia. E assim acabou a invencibilidade do Tricolor de Guto Ferreira após sete jogos na Série A.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias