Sábado, 20 de Julho de 2024 09:30
71996807374
Brasil FIÉIS

Marcha para Jesus reúne milhares de pessoas na capital paulista

Multidão carregou uma bandeira gigante de Israel

30/05/2024 22h12
Por: Redação: V.M.R.C Fonte: Agência Brasil
Imagem: Paulo Pinto/Ag. Brasil
Imagem: Paulo Pinto/Ag. Brasil

Milhares de pessoas se reuniram na Avenida Tiradentes, próximo à Estação da Luz, na região central paulistana, para participar da Marcha para Jesus. Os fiéis foram acompanhados por diversos trios elétricos, com discursos, orações e música. A multidão carregou ainda uma bandeira gigante de Israel.

                                         

Acompanhado do apóstolo Estevam Hernandes, da Igreja Renascer em Cristo, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes discursou de um carro de som. Dizendo estar feliz e emocionado, Nunes pediu orações pelas pessoas afetadas pela catástrofe climática no Rio Grande do Sul. “Que a gente possa colocar os nossos irmãos do Rio Grande do Sul em nossas orações, para que eles tenham de todos nós uma energia muito positiva”, conclamou o prefeito, que estava junto com a esposa, Regina.

                                                   

A marcha seguiu até a Praça Heróis da FEB, na zona norte da cidade, onde estão previstas diversas apresentações de bandas de música gospel. Os shows começaram com o rock cristão da banda paulista Morada.

                                               

A organização do evento, comandada pela Igreja Renascer, afirma ter recebido 17 mil caravanas de diversas regiões do Brasil e do exterior.

A marcha, criada originalmente na Inglaterra, foi trazida para o Brasil e realizada na capital paulista pela primeira vez em 1993.

Também participam do evento denominações como a do Evangelho Quadrangular, a Mundial do Poder de Deus, a Sara Nossa Terra, diversos ministérios da Assembleia de Deus, a Igreja Bola de Neve, e a Universal do Reino de Deus.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias